Publicado por: Thadeu Meneghini | maio 7, 2010

Existe sim a síndrome de brega?

“Síndrome de Brega” é a faixa 3 do EP “Prenda o Thadeu”

Essa é uma composição do Lobão em parceria com Bernardo Vilhena, Ivo Meirelles e Danielle Daumèrie. Gosto muito da versão original e do disco “Cuidado” de 1988, e Lobão é um artista que eu curto desde que descobri o rock. Eu quis grava-la pelos questionamentos que ela traz. Algo que sempre me intrigou.  Sabe o que é? Esses rótulos que colocam nas coisas, nos artistas, e que servem pra nos afastar, desviar ou adiar o nosso encontro com eles.

A palavra “Brega” sempre esteve associada à coisas de mal gosto ou cafonas. Uma série de artistas que estiveram no auge da popularidade nos anos 70 e 80 foram estigmatizados sob essa legenda. Odair José, Waldik Soriano, Agnaldo Timóteo, Dom & Ravel, Wando e Benito de Paula são apenas alguns exemplos de artistas que receberam esse “carimbo” que definitivamente não colabora, em nada, para a definição dos trabalhos que desenvolveram ao longo de suas carreiras. Eram artistas populares sim, mas também muito complexos e extremamente habilidosos em suas soluções artísticas.

Pra falar a verdade a minha intenção não é defender o gênero, ou levantar a bandeira em prol desses artistas, eles definitivamente não precisam disso. Falam por si através de suas obras. A única coisa importante pra dizer é: Ouça a música, não esta especificamente, mas toda boa música que você puder. Esqueça os rótulos e a imagem que vinculam à ela. É o que realmente importa.

OUÇA A MÚSICA!  E QUE SE FODA O RESTO!

Quem participou da gravação de “Síndrome de Brega”:

Chuck Hipólitho – Rockeiro da melhor estirpe. Tocou baixo e cantou de maneira surpreendentes. Saiba mais sobre ele no link ao lado: http://www.myspace.com/chuckhipolitho

Tonho Penhasco – Guitar-hero brazuca. Tocou guitarra com sua forte pegada e fez um solo muito doido. Saiba mais sobre ele no link ao lado: http://www.myspace.com/tonhopenhasco

E o que coube a mim? Eu produzi a faixa, programei a bateria eletrônica, por sinal muito inspirada em Raimundo Soldado”, e toquei os violões; além de tocar Ominichord Stylophone e cantar.

Ouça também a gravação original do Lobão logo aqui abaixo:

Assista entrevista onde Lobão comenta sobre “Síndrome de Brega” e outra(s) coisa(s) na época do lançamento do disco Cuidado de 1988. Vale a pena!

Anúncios
Publicado por: Thadeu Meneghini | maio 5, 2010

Conjunto Vazio no Programa Ronca Ronca da OIFM

Logo no início do ano, mais precisamente no dia 5 de Janeiro, o programa Ronca Ronca, apresentado pelo sempre antenado Mauricio Valladares, tocou em primeiríssima mão as músicas “Ritalin” e “Prenda o Tadeu”. Mauricio também fez vários comentários sobre o “Conjunto Vazio” e sobre os convidados do projeto, além de falar sobre o vinil azul de 10″. Foi como começar o ano de 2010 com o pé direito. Clique no link abaixo para ouvir o programa:

http://www.oifm.com.br/podcast/RONCARONCA_2010jan06.mp3

Para saber mais sobre Mauricio Valladares (Radialista. DJ e Fotógrafo) clique nos links abaixo:

http://www.dicionariompb.com.br/mauricio-valladares/biografia

http://www.roncaronca.com.br/site/

Publicado por: Thadeu Meneghini | maio 3, 2010

DESVIO MENTAL

Conjunto Vazio com participação de Tulipa Ruiz, Tatá Aeroplano e Adalberto Rabelo(Numismata) cantando “Desvio Mental” da dupla Dom & Ravel.

Clique no link ao lado para assistir : http://www.vimeo.com/11407624

Publicado por: Thadeu Meneghini | maio 3, 2010

Quem Não Conhece Severina Xique Xique?

Genival Lacerda e Conjunto Vazio ao Vivo no SESC POMPÉIA , com a participação do Numismata e Chuck Hipólitho.

Clique Aqui ao Lado Para Assistir : http://vimeo.com/11406832

Publicado por: Thadeu Meneghini | maio 3, 2010

Genival Lacerda após o Show no SESC POMPÉIA

Publicado por: Thadeu Meneghini | maio 3, 2010

Conjunto Vazio no Programa Metrópoles da TV Cultura

A produção do Metrópoles invadiu o último ensaio do Conjunto Vazio. Quase todos os convidados do show estavam presentes: Genival Lacerda, Alexandre Fontanetti, Adalberto, Numismata, Tulipa e Tatá Aeroplano, além do Klaus e do Snoopy sempre presentes.

Publicado por: Thadeu Meneghini | abril 26, 2010

“Memórias de Lázaro”

“Memórias de Lázaro” é a faixa que abre o EP do Conjunto Vazio.

Essa é uma belíssima composição de Adalberto Rabelo Filho, meu parceiro na idealização do Conjunto Vazio, nas composições com o Banzé! e em tantos outros projetos futuros. O Adalberto me mostrou essa música em junho do ano passado, justamente no momento em que eu tinha decidido encerrar as atividades com o Banzé!. Eu me identifiquei tanto com ela a ponto de coloca-la naquele que ficou conhecido como o primeiro show de despedida da banda, em 06/06/2009 no Inferno Club.

Quando a idéia do Conjunto Vazio tomou um certo corpo, “Memórias de Lázaro” fatalmente era certa para entrar no repertório.

No arranjo do EP, temos vários convidados de muito talento:

> Ricardo Vignini – Violeiro de mão cheia, Vignini é também produtor musical e tem feito um belo trabalho ligado à música caipira de raiz através de seu selo, o Folguedo. É integrante do Matuto Moderno, banda que reúne as tradições da música caipira, acoplada a implementos tecnológicos. Confira abaixo trecho dele gravando a faixa em seu estúdio, e também os links para conhecer melhor o seu trabalho:

http://www.ricardovignini.com.br/

http://www.myspace.com/vignini

> Alexandre Fontanetti – Produtor, músico e guitarrista. Fontanetti é um cara que sabe tudo de timbres e sonoridades. Sabe como tirar som bom de tudo dentro e fora de seu estúdio, o Space Blues. Foi o produtor de todos os discos do Banzé!. Já produziu inúmeros discos de artistas variados, dentre eles os álbuns de estreia de Ana Cañas e Bruna Caram. O Fonta também já acompanhou artistas como Rita Lee e Zélia Duncan.

Nessa faixa do EP, o Fontanetti, além de produzir, toca Violão Requinto. Confira aqui mais informações sobre ele e este intrumento:

http://spacebluesstudio.blogspot.com/

> Judas – Novo projeto e alter ego de Adalberto Rabelo Filho. Sobre o Adalberto, falarei muitas vezes em muitos outros posts. Ele é o melhor letrista da minha geração, não tenho dúvidas. É violonista e guitarrista e integra também o grupo Numismata, onde é o principal compositor. O Judas canta nesta faixa.

http://www.myspace.com/ojudas

http://www.myspace.com/numismata

>Amelto Barboni – Guitarrista e Produtor Musical. Amleto faz parte de uma novíssima geração de blueseiros brasileiros. Lançou seu primeiro disco solo no ano passado. É também proprietário do Z&O estúdio. Amleto toca guitarra como ninguém. Tem um timbre espetacular. Ele se destaca também tocando Dobro e Slide. Nesta faixa, Amleto toca slide guitar. Confira os links para conhecer melhor o trabalho dele:

http://www.amletobarboni.com.br/

http://www.myspace.com/amletobarboni

http://www.zoestudio.com.br/

> Adriano Busko – Baterista e Percussionista. Adriano é o tipo de músico que se insere em qualquer estilo. Já tocou com meio mundo da música, dentre uns e outros posso destacar: Premeditando o Breque, Klaus Viana, Xoro Roxo, Nazaré Pereira, Luiz Gonzaga, Banda Sossega Leão, Banda Mexe com Tudo, Banda Mistura e Manda, Nomad, Geraldo Filme, Paulo Moura, Dominguinhos, Trovadores Urbanos, Paulo Freire, Oswaldinho do Acordeon, Klébi Nori, Rita Ribeiro, Nouvelle Cousine, Paulo e Chico Caruso, Ivan Lins, Antonio Nóbrega, Palavra Cantada, Virginia Rosa,Tião Carvalho, Heartbreakers, Carlinhos Vergueiro, Elton Medeiros. Parece brincadeira, mas tem muito mais. Ufa! Busko toca, evidentemente, a bateria da faixa. Confira mais sobre seu trabalho:

http://www.myspace.com/adrianobusko

> Fernando Barreto – Baixista. Fernando é um caramarada muito talentoso. Integrante da banda Volver de Recife/PE. Ele toca baixo na faixa. Confira mais sobre o Fernando e o Volver:

http://www.myspace.com/volverbrasil

E o que coube a mim?

Eu produzi a faixa junto com o Fontanetti, além de cantar, tocar guitarra, violão e fazer os backing vocals. Algo bem interessante para destacar é a introdução, que foi feita com a minha guitarra midi. Utilizei vários instrumentos virtuais no Ableton Live, como o Vanguard, o Timewarp 2600 e o Absynth, todos disparados pela guitarra. Comecei a gravar a faixa no Z&O estúdio. A gravação da viola foi feita no estúdio do Vignini e o restante, no Space Blues.

Publicado por: Thadeu Meneghini | abril 17, 2010

EP “Prenda o Thadeu” – Conjunto Vazio – À venda no Japão

Essa é pra vc que está do outro lado do Mundo.  O EP está a venda na loja Nippon’s Rock Indie.

日本のロック
– 復刻
インディーズ
– 音響/ポストロック
– ノイズ/アヴァンギャルド
– 復刻
自主制作盤

Entendeu? Clique aqui embaixo e compre, Arigatô!  : )

Publicado por: Thadeu Meneghini | abril 15, 2010

Vinil à venda na Baratos Afins

Achei! Ta lá na vitrine da Baratos Afins! Liga lá pra eles e compra um!

Publicado por: Thadeu Meneghini | abril 15, 2010

Ouça o EP Prenda o Thadeu

Pra quem ainda não tem o vinil azulzinho 180g lindo de morrer, pode ouvir as músicas aqui. Não é a mesma coisa, mas… Reserve seu vinil já pelo email thadeu@inker.art.br . É limitado, lindo, azul, 180g, azul, lindo… ah, e é 10 polegadas! Formato inédito para um vinil nacional! Vai acabar!

www.myspace.com/conjuntovaziobr

Older Posts »

Categorias